A gordura localizada é um dos maiores problemas das mulheres de hoje ao nível da beleza corporal. A verdade é que você até tem um corpo razoável, mas o problema é que existe sempre aquela zona do corpo que, por um ou outro motivo, nunca consegue ficar como você desejaria. É exactamente nessa zona do seu corpo que se aglomeram todas as gorduras em excesso.
       Terror de 9 entre 10 mulheres, a gordura localizada é aquela que teima em acumular em regiões do corpo, não importando o peso corporal geral ou até mesmo a prática de exercícios físicos. Esse tipo de gordura tende a se distribuir de maneira constante na pessoa, conforme sua constituição física. Em outras palavras, para quem tem sempre uma barriguinha, ou um culote, ou aquela gordurinha nas laterais do dorso que  insistem em sair para fora do sutiã, dietas, exercícios e massagens nada ou pouco adiantam. Isso porque esse tipo de gordura vem de uma predisposição genética, ainda que a obesidade contribua para seu destaque.

       As gorduras localizadas podem surgir em casos de distúrbio hormonal, e é por isso que as células de gordura começam a concentrar-se em pontos específicos do seu corpo. O facto de na sua família existirem pessoas com problemas de gordura localizada conduz a uma maior probabilidade de que venha a sofrer do mesmo mal. Compete aos genes hereditários determinar a capacidade da célula em eliminar ou absorver gordura, por isso não é de estranhar que venha a ser também uma vítima da gordura localizada, caso se verifiquem exemplos destes na sua família.
       Um aumento substancial de peso pode também interferir na acumulação em excesso de gordura num determinado local do corpo, mas o problema do sedentarismo é igualmente responsável pela acumulação de gorduras em certos pontos corporais. O corpo não realiza qualquer exercício físico e a gordura vai-se acumulando em locais estratégicos, sem problema algum. Convém reflectir no facto da gordura ser muito prejudicial para a sua saúde, mas é importante pensar também numa componente estética, tão importante para a sociedade dos tempos modernos.

      Como perder a gordura localizada? Como esses depósitos são essencialmente parte da configuração genética de cada um, o primeiro passo é manter o peso geral dentro da faixa saudável. Exercitar-se não atinge diretamente os depósitos de gordura localizada, mas promove a queima generalizada de gordura e mantém  ossos, músculos e a postura em boas condições.
       Outros tratamentos podem ser tentados, mas seus resultados são limitados e quem quer tentar essas opções deve pesar bem a relação custo X benefício. Entre os tratamentos disponíveis em clínicas de dermato-estética estão a endermologia, infravermelho, carboxiterapia, mesoterapia. Todas essas técnicas podem ter resultados, mas bastante discretos e na maioria das vezes não são permanentes. A satisfação dos clientes está muitas vezes relacionada ao seu grau de expectativa ou a gravidade do problema. Pacientes com grandes acúmulos de gordura podem ficar felizes com pequenas alterações que já melhorem o aspecto geral da região afetada no corpo. É provável que uma pessoa já em forma não sinta com tanto impacto a diminuição da gordura localizada nas partes afetadas de seu corpo. 
       O uso de creme para combater gorduras localizadas é outro ponto de controvérsia. Recentemente, uma publicação francesa voltada para a defesa do consumidor executou testes com diversos cremes disponíveis no mercado francês, alguns dos quais também são vendidos no Brasil. O resultado, aparentemente surpreendente, dava conta que todos os 10 cremes testados provocavam algum efeito de queima da gordura, com dois deles sendo especialmente eficientes – com eles, a redução da circunferência das coxas foi de 2 cm em apenas duas semanas.