O ácido fólico é uma vitamina do complexo B, que ajuda a prevenir malformações no cérebro e medula espinhal do feto, quando ingeridos antes e durante as três primeiras semanas de gestação. Isso a maioria da população já sabe principalmente as mulhures. Esta prática, evita doenças do tubo neural, como a espinha bífida (mais comum) e a anencefalia. 





          O que a maioria da população não sabe, e que a terceira idade deveria saber, é que algumas funções cognitivas do cérebro, que são deterioradas com a idade, são beneficiadas com o suplemento de ácido fólico.




          Estudos observaram que as pessoas cuja dieta é rica em alimentos com ácido fólico, ou pessoas que tomam o mesmo em forma de vitamina estão menos propensas a sofrer de mal de Alzheimer, doença que provoca a perda da memória devido à atrofia cerebral.



           Os idosos que consumiram no mínimo 400 microgramas de ácido fólico ao dia reduziram em 55% as chances de desenvolver Alzheimer. Isso porque o ácido ajuda a manter baixos os níveis de homocisteína, substância que, em excesso, atrapalha a oxigenação cerebral e aumenta a perda de neurônios.

          Em quais alimentos encontramos esta vitamina?
          Em frutas cítricas: 
          – Laranja
          – Limão
          – Morango   
          – Tangerina 
          – Pêssego
          – Vegetais verdes folhosos 
          – Feijão 
          – Amendoim
          – Brócolis
          – Aspargos
          – Ervilha 
          – Lentilha 
          – Cereais integrais como granolas 
          – Pães 
          – Farelos