Esse ano escutamos muito nos jornais sobre queimadura por águas vivas, esse tipo é muito comum no sul do Brasil, e todo verão acaba com as férias de muitas pessoas, pois elas as vezes são tão transparente que nem da para notar.

 

 

 

            – Mas então o que fazer quando é você a vitima?

      Ao perceber a ardência, saia imediatamente da água;

     Retirar os tentáculos da água viva utilizando um palito de picolé, por exemplo, e a própria água do mar porque a água doce pode estimular os tentáculos existentes liberando mais veneno;

Aplicar vinagre diretamente no local atingido porque ele neutraliza o veneno da água viva;

Observar se há pequenos tentáculos na pele e, se houver, retirá-los com uma pinça ou um
barbeador com lâmina afiada, mas sem esfregar a região;

Aplique compressas de soro fisiológico, pode ser água thermal também  e tome um analgésico para aliviar a dor.

Os sintomas de uma queimadura de água viva são dor forte e sensação de queimadura no local.
Caso a dor seja muito intensa, deve-se ir ao pronto socorro mais próximo.

 

 

– Agora o que não se pode passar na queimadura de água viva

Deve-se evitar principalmente jogar água na queimadura e nunca se deixe levar pelo mito de que urinar na queimadura faz com que ela pare de arder. Isso pode ser perigoso e não é recomendado.

É importante evitar coçar ou esfregar a queimadura com as mãos ou com roupas apertadas. Se a queimadura for friccionada, ela pode criar bolhas e isso pode fazer com que a queimadura fique ainda pior e demore mais para sarar.

Agora que vocês já sabem como agir é só ter cuidado e aproveitar bem sua praia

 Beijos Flávia