É muito comum aparecer no meu consultório adultos e crianças tambem com queixa de pés e mãos grossos, asperos e rachados, isso é uma hiperceratose ou hiperqueratose.

Essa afecção é uma desordem cutanea muito comum, na qual ocorre o espessamento da pele devido a excessiva formação de quertina, levando ao engrossamento da pele.

Ela pode ser hereditária ou adquirida, e é muito dificil de ser tratada, e geralmente a melhor coisa a se fazer é a prevenção.

Nesse caso cremes com ureia ou com outros queratolíticos são indicados não somente para a prevenção como também para o tratamento deste problema. Outros mais oleosos com lanolina e vaselina, por exemplo, são perfeitos para o uso diário.

Evitar usar calçados abertos e pisar mais forte de um lado do que do outro. Obesidade também é um fator contribuinte para esta disfunção, portanto, cuide da sua alimentação e pratique atividades físicas. Nem que seja uma simples caminhada pela manhã. Alterações hormonais, como as causadas pelo hipotireoidismo ou pela menopausa, por exemplo, podem contribuir para o quadro. Caso você sofra com algum tipo de alteração hormonal, não deixe de consultar um médico para uma análise diagnóstica.

O tratamento consiste em cremes hidratantes como os mencionados acima podem ser indicados em casos mais suaves de hiperqueratose. Já em situações mais preocupantes outros fármacos tópicos e orais podem ser indicados.

O tratamento visa, basicamente, a amenização dos sintomas.

A qualidade de vida da pessoa também influi muito no resultado e na eficiência do tratamento. É bom evitar andar com pés descalços ou com calçados muito abertos, assim como é necessário manter uma dieta rica em vegetais, legumes e frutas.

Não há cura para esta disfunção, porém os sintomas podem ser efetivamente tratados. Quando o tratamento é feito com disciplina e quando os devidos cuidados são permanentes, a melhora costuma ser bastante considerável. Qualquer coisa é bom sempre procurar um médico.

Beijos Flávia