Gravidez e beleza

Quando estamos grávidas sempre tem aquelas pessoas dizendo que não pode usar isso que é bom usar aquilo, e realmente ficamos em uma sinuca né?
Não sabemos o que fazer e as vezes não tem ninguém pra te orientar a não ser o seu medico ginecologista, hoje vou dar algumas dicas para as grávidas, vamos lá então:
– Estrias:  infelizmente, não há muito o que você possa fazer para evitar completamente as odiadas estrias. Um jeito de reduzir suas chances de tê-las, no entanto, é ganhar peso aos poucos durante a gravidez. Não há provas de que cremes, loções ou óleos que prometem evitar as estrias realmente funcionem. Por outro lado, se você mantiver suas barriga bem hidratada provavelmente vai diminuir o aparecimento delas pois com isso aumenta a elasticidade da pele, pode usar óleo de amêndoa, óleo de semente de uva ou cremes indutrializados para gestantes como o Materskin®.
– Cloasma: são manchas ou “máscara da gravidez”. Elas são provocadas por mudanças na pigmentação da pele e podem aparecer em qualquer lugar do rosto ou do pescoço. Em mulheres de pele bem morena ou negra, as manchas podem ser mais claras que a pele. O cloasma é causado pelo aumento na produção da melanina, o hormônio responsável pelo bronzeado, que protege a pele dos raios ultravioleta. Como evitar? Não  tem muito o que fazer para não aparecer os cloasma, mas como a exposição ao sol deixa as manchas mais escuras, portanto, se você tem pele clara, passe protetor solar no rosto todos os dias, e use chapéu de abas largas caso vá ficar muito tempo sob o sol. Pesquisas mostram que a deficiência de ácido fólico pode favorecer o surgimento de manchas. Por isso, capriche no consumo de ácido fólico. Geralmente elas vão começar a desaparecer cerca de três meses depois que o bebê nascer, se não desaparecer procure um dermatologista após 4 meses que o bebê nasceu para começar um tratamento.
– Cabelos, pêlos e unhas: é comum ocorrer um crescimento mais intenso dos cabelos, devido ao prologamento da fase de crescimento dos mesmos, especialmente no terceiro trimestre. Já foi demonstrado que, na gravidez, o percentual de pêlos na fase de queda  cai para 10% no segundo e terceiro trimestres. Observa-se com frequência o aumento da queda dos cabelos após o parto, denominado de eflúvio telógeno. Também neste caso, não há necessidade de tratamento, pois os fios voltarão a crescer posteriormente, inicialmente mais finos e deverão voltar ao normal. Outra alteração relativa a pêlos, é a hipertricose (aumento da quantidade de pelo) que pode ocorrer acompanhando a linha nigra, mas que deve sofrer regressão espontânea em 6 a 12 meses após o parto. As unhas também podem sofrer alterações, como fragilização e descolamento.
Procedimentos estéticos que uma gestante pode fazer sem risco:
1.Drenagem linfática.
Drenagem linfática é o tratamento estético mais indicado para a gestante. É uma massagem suave e lenta, que ajuda a reduzir a retenção de líquido no corpo e diminui os inchaços típicos da gravidez, que aparecem principalmente no primeiro e no último trimestre
2.Acunpultura facial.
Diminue edemas e rugas de expressão, e atua no rejuvenecimento dos tecidos
3.Peeling de cristal
Por ser um peeling mecânico, não tendo absorção de substâncias pelo organismo, pode ser realizado durante a gravidez e ajuda muito a melhorar o aspecto da pele das futuras mamães sem causar danos ao bebê.
Procedimentos estéticos que uma gestante pode não pode  fazer:
1. A tintura ou coloração dos fios com produtos químicos.
Tanto a amônia, presente na maioria dos produtos, e outras substâncias, pode causar má formação no feto. Visto que a região capilar é bastante vascularizada, faz com que as substâncias presentes nos tonalizantes, sejam rapidamente absorvidas pelo couro cabeludo, agindo sobre o bebê.
         2. Terapias intradérmicas ou mesoterapia
Injeção de substâncias para combater gorduras localizadas e celulites.Mesmo não existindo estudos que comprovem a ultrapassagem das substâncias químicas pela barreira placentária, o melhor é não arriscar.
3. Peelings quimicos
Estimula por meio de lasers ou de substâncias químicas a regeneração natural dos tecidos, promovendo renovação celular.
Estão proibidos durante a gravidez. Os peelings a laser podem estimular contrações uterinas, o químico contém ácido, o que prejudica à formação do feto.
4. Estimulação russa
Feito através de um aparelho que estimula impulsos elétricos aos músculos, a técnica reduz a flacidez. Tratamentos estéticos elétricos estão cada vez mais na moda, porém, os impulsos na região do abdômen estimulam a musculatura uterina que como resposta se contrai, antecipando o parto ou até mesmo provocando um aborto espontâneo.
5. Depilação a laser
O laser, por incidir até a raiz do pêlo, passa por todas as camadas da pele e incide diretamente sobre o bebê. A proximidade à área da barriga pode causar má formação.
6. Rejuvenescimento com toxina botulínica
O uso da toxina na pele para que os músculos sejam paralisados, dando à mulher um ar mais jovem.A corrente sangüínea absorve a toxina, levando-a diretamente para o feto, que não pode ter contato com substâncias químicas, principalmente durante os quatro primeiros meses de gestação, período de formação.
Mesmo com o fim da gravidez, os tratamentos devem continuar suspensos por um período determinado pelo médico, o bom é esperar até o término da amamentação.
Substancias encontradas em creme que gestante pode e não pode usar:
            – Uréia:
           Encontrada em cremes hidratantes. Acima de 3% não utilizar em gestantes.
            – Ácido salicílico:
            Encontrado em produtos anti-acne. Embora haja evidências de alterações embrionárias em ratas em qualquer fase de gestação, este dado não pode ser extrapolado totalmente para humanos; entretanto, seu uso na gestação somente deve ser feito sob orientação médica.
           – Alfa hidroxi ácidos (ácido glicólico):
        Encontrado em produtos anti-envelhecimento, usado em peeling e para clarear manchas. Até 10% em cosméticos, pode ser usado. Acima disso, uso cuidadoso, somente em situações específicas, a critério do médico.
           – Vitaminas E e C:
            Encontradas em clareadores e produtos anti-envelhecimento. Permitidas na gestação.
            – Cânfora:
              Encontrada em cremes para aliviar dor de hematomas. Até 2,5% em cosméticos, não utilizar em gestantes.
             – Derivados da vitamina A (cosméticos):
           Encontrados em produtos anti-evelhecimento. Retinol, palmitato de retinila: até 10000 UI. Retinaldeído: até 0,05%. Podem ser usados.
            – Derivados da vitamina A (medicamentos):
                Encontrado em produtos anti-evelhecimento e anti-acne. Tretinóina, Adapaleno, Isotretinoína não devem ser usados. Usar somente em casos específicos que os benefícios superam os riscos, sob critério medico.
– Derivados da fenilenodiamina:
           4-methoxy-m-fenilenodiamina (4-MMPD): absorção em modelo animal e humanos; evidências de carcinogênese em ratos. 4-chloro-m-phenylenediamine, 2-nitro-p-phenylenediamine: carcinogênicos em modelo animal.
             – Parafenilenodiamina (PPD):
Não há evidências de teratogenicidade (alterações embrionárias).

Aumentar o seio? como?

           Bem eu tinha me esquecido deste creme até que minha irmã, que é minha consultora e minha modelo, chegou toda empolgada me mostrando uma revista onde tinha uma nota pequena do Voluform, uma pessoa comum nem teria prestado atenção na matéria que ocupava 1/6 da pagina, mas quem estava lendo não era uma pessoa comum era ela, A MINHA IRMÃ, sempre antenada no que há de mais novo no mundo dos cosméticos por que ela não vive sem seus creminhos, quando ela viu esse creme os olhos dela brilharam e ela veio correndo me mostrar e pedir que passasse a receita para ela comprar.

          Então o que é exatamente o Voluform, não é fazendo propaganda da marca não é que não conheço outras marcas com a composição que é a Commipheroline, que também pode ser manipulada pelo seu dermatologista, bem voltando o assunto, ele é a nova promessa de ter os seios maiores sem precisar de cirugia plástica, parece que sua ação favorece a ação dos adipócitos ( células que armazenam gordura), e alem disso ele promete também dar mais firmeza aos seios, e quanto a medida? pois é diz o fabricante que ele pode aumentar de 2 a 4 cm. 

          Eu ainda não testei, mais minha modelo esta doida para experimentar, quando eu tiver resultado eu posto aqui minha opinião, enquanto isso é usar para ver como fica.

Categorias:
Tags:

Tratamento para Flacidez de Face e Pescoço

Vou falar de alguns procedimentos médicos para o tratamento da flacidez de face e pescoço para fugir do tratamento cirurgico, e para aqueles que não acreditam em cremes, eles são:

1. Intradermoterapia (DMAE, TRISH)

Através de micropunções, com agulha muito delicada, introduz-se substâncias na derme com propriedades de estimular a produção local de colágeno e combater a flacidez facial, como o DMAE, vitamina C, silício, TRISH e outros.

TRISH

No decorrer da vida a quantidade de ácido hialurônico bem como a síntese de colágeno e elastina diminuem progressivamente, levando ao envelhecimento da pele.
O ácido hialurônico é um componente fluído que promove a hidratação cutânea responsável pelo viço e turgor da pele, além de servir de esqueleto para fixar as fibras elásticas e colágenas. O TRISH é um complexo estabilizado de ácido hialurônico não reticulado e salicilato de silanol. O salicilato de silanol induz a produção de fibroblastos, célula precursora das fibras colágenas e elásticas.
Este produto é indicado para flacidez tissular de face, pescoço e dorso das mãos.
São necessárias 4 sessões semanais de injeções intradérmicas, pela médica, com manutenção em média anual.

2. Carboxiterapia

Melhora a flacidez do pescoço e define o contorno facial.
a aplicação do gás inerte (anidrocarbônico) através de micropunturas

promove o descolamento da derme, o que estimula a produção de colágeno no local.
A carboxiterapia é um dos tratamentos mais atuais procurados pelo público feminino para ficar em forma no verão. A vantagem do método é ser um procedimento pouco invasivo que atuacom eficácia contra celulite e flacidez da pele ao mesmo tempo.
Tratamento exclusivamente médico, a carboxiterapia consiste na aplicação de um gás atóxico (anidrocarbônico) diretamente no subcutâneo. Esse gás tem grande afinidade pela hemoglobina (pigmento que carrega o oxigênio no sangue).
Ao se difundir pelo tecido gorduroso, o gás promove uma vasodilatação melhorando a circulação e ao mesmo tempo promove a lipólise (quebra da gordura), e a atuação contra a flacidez se dá no estímulo à produção do colágeno.
A carboxiterapia é indicada para:

    * Celulite
    * Flacidez (também de rosto)
    * Gordura localizada
    * Olheiras
    * Papada de pescoço (gordura)
    * Estrias

Aqui eu vou dar umas composições de creme que melhora muito a flacidez e o turgor da pele, o interessante é procurar um dermatologista para poder formular uma composição certa para você.
Vou dar mais enfase ao DMAE pois ele é o carro chefe das composições para flacidez.  

DMAE

Tem ação antiinflamatória, antioxidante e estabilizador antioxidante da membrana plasmática celular.
Devido à sua estrutura especial, o DMAE se espalha, tornando-se parte da membrana plasmática da célula. Quando isso ocorre, a membrana torna-se mais resistente ao stress e estabiliza-se.
Promove proteção contra o ataque dos radicais livres. O DMAE aumenta os níveis de acetilcolina, substância produzida pelo organismo, responsável pela estrutura das fibras musculares.
Com isso, os músculos ganham firmeza esticando a pele e diminuindo as linhas de expressão.
É um ativo que exerce efeito positivo no combate à flacidez e melhora o aspecto geral da pele, com efeitos imediatos e a longo prazo.
Os bons resultados estariam relacionados com a diminuição das rugas finas e um efeito “ lifting” na pele da face, além de deixá-la mais macia e reduzir as rugas ao redor dos olhos.
A melhora é percebida instantes após a aplicação, provocando o “ efeito cinderela”, que dura praticamente 24 horas.
Usando continuamente, os resultados são duradouros, proporcionando firmeza e melhorando o aspecto geral da pele.
Os resultados são mais perceptíveis com cerca de 3 meses de uso, quando foram percebidas melhoras significativas na flacidez da região das sombrancelhas, rugosidade da pele,

Raffermine

Complexo vegetal extraído da soja, rico em glicoproteínas e polissacarídeos. Estimulaos fibroblastos a retrair e organizar as fibras de colágeno responsáveis pela resistência mecânica da pele.
Apresenta ainda um efeito anti-elastase, retardando desta forma, o processo de flacidez da pele.

Retinol
 

Atua sobre a capacidade de estocagem de gordura ajudando a prevenir a deterioração dos tecidos. Além de reduzir a aparência da celulite, melhora a elasticidade e firmeza da pele.

Cafeína
 

Acelera o processo de lipólise e consequente quebra das moléculas de gordura.

Centella Asiática
 

Eficaz no tratamento da celulite e gordura localizada. Apresenta efeitos benéficos sobre o tecido conjuntivo, estimulando a formação de um tecido saudável, melhorando o aspecto da celulite.

Tensine.

Forma um filme altamente coesivo, elástico, resistente e contínuo, capaz de diminuir o número e a profundidade das rugas, tornando a pele mais radiante e viçosa.

Coup D´Eclat

Complexo de beleza instantânea composto por princípios ativos que atuam enrijecendo o tecido cutâneo, restaurando a luminosidade e resgatando a aparência jovial da pele.
Em sua composição encontramos: Lasilium C, polipeptídeos de alto peso molecular, proteínas tensoras, além do destilado de Hamamélis. Possui ação progressiva, com o uso regular, mantendo a pele macia e hidratada, além de minimizar rugas finas e linhas de expressão.

Gordura localizada

       
       A gordura localizada é um dos maiores problemas das mulheres de hoje ao nível da beleza corporal. A verdade é que você até tem um corpo razoável, mas o problema é que existe sempre aquela zona do corpo que, por um ou outro motivo, nunca consegue ficar como você desejaria. É exactamente nessa zona do seu corpo que se aglomeram todas as gorduras em excesso.
       Terror de 9 entre 10 mulheres, a gordura localizada é aquela que teima em acumular em regiões do corpo, não importando o peso corporal geral ou até mesmo a prática de exercícios físicos. Esse tipo de gordura tende a se distribuir de maneira constante na pessoa, conforme sua constituição física. Em outras palavras, para quem tem sempre uma barriguinha, ou um culote, ou aquela gordurinha nas laterais do dorso que  insistem em sair para fora do sutiã, dietas, exercícios e massagens nada ou pouco adiantam. Isso porque esse tipo de gordura vem de uma predisposição genética, ainda que a obesidade contribua para seu destaque.

       As gorduras localizadas podem surgir em casos de distúrbio hormonal, e é por isso que as células de gordura começam a concentrar-se em pontos específicos do seu corpo. O facto de na sua família existirem pessoas com problemas de gordura localizada conduz a uma maior probabilidade de que venha a sofrer do mesmo mal. Compete aos genes hereditários determinar a capacidade da célula em eliminar ou absorver gordura, por isso não é de estranhar que venha a ser também uma vítima da gordura localizada, caso se verifiquem exemplos destes na sua família.
       Um aumento substancial de peso pode também interferir na acumulação em excesso de gordura num determinado local do corpo, mas o problema do sedentarismo é igualmente responsável pela acumulação de gorduras em certos pontos corporais. O corpo não realiza qualquer exercício físico e a gordura vai-se acumulando em locais estratégicos, sem problema algum. Convém reflectir no facto da gordura ser muito prejudicial para a sua saúde, mas é importante pensar também numa componente estética, tão importante para a sociedade dos tempos modernos.

      Como perder a gordura localizada? Como esses depósitos são essencialmente parte da configuração genética de cada um, o primeiro passo é manter o peso geral dentro da faixa saudável. Exercitar-se não atinge diretamente os depósitos de gordura localizada, mas promove a queima generalizada de gordura e mantém  ossos, músculos e a postura em boas condições.
       Outros tratamentos podem ser tentados, mas seus resultados são limitados e quem quer tentar essas opções deve pesar bem a relação custo X benefício. Entre os tratamentos disponíveis em clínicas de dermato-estética estão a endermologia, infravermelho, carboxiterapia, mesoterapia. Todas essas técnicas podem ter resultados, mas bastante discretos e na maioria das vezes não são permanentes. A satisfação dos clientes está muitas vezes relacionada ao seu grau de expectativa ou a gravidade do problema. Pacientes com grandes acúmulos de gordura podem ficar felizes com pequenas alterações que já melhorem o aspecto geral da região afetada no corpo. É provável que uma pessoa já em forma não sinta com tanto impacto a diminuição da gordura localizada nas partes afetadas de seu corpo. 
       O uso de creme para combater gorduras localizadas é outro ponto de controvérsia. Recentemente, uma publicação francesa voltada para a defesa do consumidor executou testes com diversos cremes disponíveis no mercado francês, alguns dos quais também são vendidos no Brasil. O resultado, aparentemente surpreendente, dava conta que todos os 10 cremes testados provocavam algum efeito de queima da gordura, com dois deles sendo especialmente eficientes – com eles, a redução da circunferência das coxas foi de 2 cm em apenas duas semanas.

  

  A vitamina C quando aplicada na pele é capaz de cicatrizar feridas, aumentar a produção de colágeno

(essencial para a sustentação e firmeza da pele), clarear a pele, proteger contra os danos da exposição ao sol e ainda minimizar os efeitos nocivos dos radicais livres.
     A vitamina C é fundamental para o bom funcionamento das células, especialmente para formação do
colágeno. Na pele a vitamina C atua de duas formas principais combatendo os efeitos do envelhecimento:
 ela estimula a produção de colágeno e aumenta a proliferação dos fibroblastos (que são as células da pele que diminuem a sua reprodução com a idade).
     O colágeno é o ingrediente responsável pela capacidade elástica e resistência da pele, ou seja,
sem ele a pele fica mais flácida e frágil. A exposição continuada ao sol é um dos fatores que alteram a síntese de colágeno na pele, levando a formação das rugas.
     Estudos comprovaram que a vitamina C é ainda mais benéfica quem fuma, uma vez que ela combate (em parte, lógico) os danos causados pelo cigarro. Isso porque ela atua como antioxidante, combatendo os
radicais livres que são liberados pelos fumantes.
     Considerando a participação crítica da Vitamina C na pele jovem e saudável, é importante lembrar que o
 metabolismo não produz essa vitamina. Nos seres humanos, a reserva é de 1500mg. Uma pessoa saudável deve manter uma ingestão constante para manter suas funções corporais. E a pele se torna vulnerável na
medida que o organismo extrai Vitamina C da pele se há uma carência da mesma para outra função.
     O stress físico ou emocional aumenta mais ainda essa demanda por Vitamina C, que é sempre retirada
primeiro da pele.
     Na pele, a epiderme contem 5 vezes o nível de ácido áscorbico encontrado na derme. Depois da exposição aguda a radiação ultravioleta, os níveis de acido ascórbico se esgotam, tanto na epiderme quanto na derme. O esgotamento relativo de Vitamina C é comum em pessoas mais velhas, principalmente naquelas
que sofrem de alguma doença como câncer e diabetes. Grande parte desta deficiência parece estar relacionada com a ingestão inadequada, já que a suplementação restaura os níveis normais.
     No verão é comum interrompermos o uso de ácidos, como o retinóico, que deixam a pele mais fina e sensível ao sol. Uma boa opção é aderir à vitamina C, que manterá o tratamento de forma um pouco mais suave.
     Não se esqueça, porém, que ela é um ácido, e por isso é essencial utilizar um protetor solar, pois existem controvérsias sobre os efeitos que o sol pode causar.
     Vários produtos de última geração possuem vitamina C em sua fórmula, mas em alguns casos é mais
adequado optar pela manipulação, seguindo a orientação de um profissional que prescreverá a concentração ideal para cada tipo de pele. Podem ser aplicados no rosto, pescoço, colo e até na região dos olhos, de dia e à noite.
     Cuidado com a procedência do produto. Apesar de existirem vários cremes no mercado, só os grandes
laboratórios possuem tecnologia para produzir uma fórmula eficiente.
     Verifique a estabilidade e a durabilidade. Em alguns casos devem ser guardados na geladeira e têm validade curta. 
Algumas opções de mercado:


Vichy Reti-C Intensive Corrective Care FPS 15

 

La Roche-Posay Active C Creme


Calmance Roc

 

The Body Shop Face Polish de Vitamina C