Clarear
as axila e virilha pode não ser um processo muito fácil, até porque se sua
axila escureceu tem um motivo maior para isso ter acontecido. E às vezes o motivo
não é tão fácil clarear.




Em
primeiro lugar vamos ver algumas causas mais comuns:
             – Atrito – ocorre bastante
nas pessoas que estão acima do peso, em que os braços e as pernas, mais
roliças, se atritam com os movimentos, causando escurecimento da pele.
            – Trauma – ao se usar
aparelho de barbear nas axilas e na virilha, pode-se causar irritação da pele e
seu escurecimento.








           – Dermatite irritativa ou
alérgica – depilação com cera ou com produtos químicos podem irritar
a pele e levar à pigmentação da área.
Os
desodorantes que contenham álcool na formula podem causar também dermatite
irritativa na pele, e com isso podem provocar a hiperpigmentação das axilas.








          – Acantose nigricans – é
uma alteração na pele em que se nota a superfície da pele mais grossa, áspera e
acastanhada, o local mais comum dela é o pescoço, forma um colar em volta mais
escuro e mais grosso da pele, ocorre nas pessoas que tem resistência á
insulina, diabetes, obesidade.








          – Pessoas
de pele morena a negra possuem como fator genético uma predisposição à ter
manchas mais escuras no corpo. Não quer dizer que tenham mais chances de ter
manchas que pessoas brancas, mas quando uma mancha se desenvolve sobre a pele
de uma pessoa negra ou morena, ela costuma ser mais escura.








         – O excesso de suor pode ser uma causa para
deixar as axilas e virilha mais escuras, pois as bactérias que ficam no local
desequilibram a flora natural. 








           Depois de descobrir a causa, podemos
partir para algumas opções de tratamento, infelizmente não há um
tratamento com 100% de eficácia, mas alguns clareiam o suficiente para não
aparecer à longa distancia.
           – Diminuir o atrito da pele,
através da perda de peso, da hidratação com cremes e do uso de roupas que
impeçam o contato direto entre as coxas.








          – Tratar a alergia, quando
houver, e afastar o agente causador.  Na
hora de escolher um desodorante, prefira os sem álcool e sem perfume.


          – Fazer avaliação hormonal com
endocrinologista nos casos de acantose nigricans e controlar a doença de
base tipo a diabetes.
          – Passar em consulta com o
dermatologista, que poderá indicar cremes com clareadores.

          – Lavar bem na hora do banho e secar
bem o local.
          – Parar de depilar com lâmina
de barbear, cera ou cremes depilatórios. Deve-se optar pelo tratamento dos
pelos com laser. Existem diversas modalidades de depilação a laser disponível hoje
em dia, como laser alexandrita, laser de diodo e Luz intensa Pulsada.


           A partir de agora vocês já sabem o porque das manchinhas escuras na axila e virilha, e como previne-las, consulte seu dermatologista para o tratamento com creme para ajudar a clarear.


         
Estou escrevendo este post porque varias pessoas me pergunta qual é a melhor forma de depilação “definitiva” o LASER ou a LUZ PULSADA, bem aqui vou tentar dizer sem ser pessoal demais sobre estes dois mecanismos, depois é só pedir a opinião do seu médico sobre os dois, porque cada profissional tem seu pensamento a respeito.
Entre os métodos mais conhecidos está o laser e a luz pulsada, indicados para quem tem pele branca, além de pelos mais grossos e escuros. A luz emitida pelo laser faz com que 40% dos pelos desapareçam em uma única sessão. São necessárias algumas sessões para eliminação total, além de manutenção em longo prazo.
Ambas as tecnologias agem seletivamente no pelo, sem lesar a pele, geralmente, bem tolerados, mas algumas pessoas necessitam de anestesia em creme. Também considerados seguros, mas existe o risco de ter complicações, por isso o tratamento deve ser feito por profissional habilitado.
Depilação Laser
Depilação Luz Pulsada
Emite uma luz pura de uma só cor (monocromática) que sai em linha reta e todos os seus fotões que integram a luz viajam todos na mesma direção
A Luz Intensa Pulsada é uma luz difusa que trabalha em todos os comprimentos de onda , por isso a luz espalha-se em todas as direções
Mais eficaz, menos sessões
Menos eficaz, mais sessões
Elimina o pêlo pela célula germinativa
A luz pulsada debilita o pêlo e não elimina
A depilação a laser consiste na destruição dos folículos através de fachos de luz, prevenindo o crescimento de pêlos. Cada sessão de depilação a laser pode durar de 15 minutos a mais de uma hora. Pode haver uma certa dor durante as sessões e o paciente deverá utilizar óculos especiais para proteção contra os fachos de laser.
A depilação a laser tem longa duração porém não é definitiva. Podem ocorrer mudanças hormonais que causem o crescimento de pêlos de novo. Também pode acontecer de alguns folículos estarem dormentes no momento das sessões e se tornem ativos mais tarde.
A redução dos pelos é definitiva. O que não se pode impedir com o tratamento a laser é o nascimento de novos pelos no local. Após um tratamento a laser, pode surgir após meses um ou outro pelinho no local, mas geralmente escassos e finos.
Também para eliminar de vez os pelos existe o laser de diodo (Light Sheer). A diferença dele para os outros métodos está na eficácia para todos os tipos de pelo, até os mais finos, e pele, inclusive morenas e negras. “O laser de diodo possui comprimento de onda de 800 nanômetros, excelente para atingir com eficácia a melanina (cromóforo alvo) do folículo piloso.
A luz intensa pulsada (LIP) trabalha com comprimentos de onda muito amplos e não muito específicos para a depilação. A luz pulsada é utilizada em centros que oferecem diversos tratamentos por ser uma máquina mais versátil. Trata-se, em muitas ocasiões, de uma máquina “multiusos”, portanto, a sua eficácia em cada um dos seus domínios é reduzida.
Após lermos aqui vemos que o laser diodo proporciona resultados superiores ao da luz intensa pulsada, mas que a luz intensa pulsada também funciona para depilação, basta agora você decidir qual técnica você prefere e boa depilação
Quem tem algúm problema depois da depilação, pensa duas vezes antes de fazer, por que essas pessoas sabem como é o pós depilatório, simplesmente  horrível. Aqui vou falar um pouco sobre o que pode acontecer depois de se depilar, e o que fazer quando você tiver alguns dos problemas que a depilação pode dar. Espero que gostem do post.      
Independente do método de depilação escolhido, eliminar pelos é um processo traumático para qualquer tipo de pele. Manchas na pele (principalmente axilas), pelos encravados, irritação — os problemas são muitos. Veja como se livrar deles e conseguir uma depilação perfeita.
Antes de qualquer coisa, é preciso observar algumas dicas básicas para uma boa depilação:

Dicas para uma boa depilação

  • Faça depilação com a pele limpa para evitar infecções.
  • Depile-se após o banho. O vapor abre os poros e amolece os pelos.
  • Evite expor a pele à água do mar e usar perfumes por 24 horas após a depilação, para evitar irritações.
  • Em áreas com irritação, inflamação, ferimentos, verrugas ou veias varicosas, jamais deve ser passada a cera ou gilete.
  • Tratamentos com ácido glicólico ou retinóico devem ser suspensos uma semana antes da depilação, pois deixam a superfície tão fina e sensível que a pele pode ser arrancada.
  • Não é aconselhável usar desodorante nas primeiras seis horas após depilar as axilas.
  • Acalme e hidrate a pele depois, com um pós-depilatório sem álcool.
Manchas por Depilação

Dependendo do tipo de agressão na pele, podem surgir  algumas manchas.
Se ocorrer irritação, a produção de melanina aumenta e provoca o escurecimento da região depilada. Logo, peles mais morenas estão mais propensas a ter manchas, já que contêm mais melanina.
Todos os métodos agredirem a pele, porém o nível da agressão varia bastante. O uso da lâmina, no sentido do crescimento do pelo, é um dos menos traumáticos, apesar de o resultado durar pouco. A cera quente é o mais agressivo, pois traumatiza a pele com o calor e com a puxada. Já a depilação definitiva é bem segura, não causa traumas nem manchas.
Para prevenir as manchas, o ideal é conversar com o dermatologista para manipular cremes depilatórios, para que sejam feitos com ingredientes antiinflamatórios, como o peróxido de benzoíla. Isso não impede por completo que as manchas apareçam, mas diminui bastante a chance.
O tratamento é feito com cremes clareadores, normalmente à base de ácido kójico e hidroquinona, com concentrações que variam dependendo do tipo da pele e da mancha. Nas marcas mais antigas, uma saída é o peeling químico, associado com aplicações de laser e luz pulsada. O método escolhido e o número de sessões variam, dependendo do local, da pele e do escurecimento.
Considerado um dos grandes vilões da beleza feminina, o escurecimento das axilas, possui diversas causas: alterações hormonais, atrito, suor excessivo, obesidade, irritações por desodorantes, tecidos sintéticos e algumas formas de depilação.  Além disso, mulheres de pele morena têm mais predisposição à alteração da pigmentação da pele.
Algumas dessas causas só podem ser evitadas através de tratamentos médicos. Já para outras, bastam algumas mudanças de hábito: evitar métodos depilatórios agressivos, o uso de tecidos sintéticos e desodorantes com álcool.
Caso você já tenha notado o aparecimento da pigmentação, o melhor é ir ao dermatologista logo no início. Isso porque, dependendo do quadro, apenas o uso de hidratantes ou a troca do desodorante pode solucionar o problema. Entretanto, nos mais graves, é necessária a utilização de cremes despigmentantes feitos à base de ácido, produzidos por manipulação e receitados somente por médicos

Pelos Encravados
A depilação é algo comum na vida de muitas mulheres, mas infelizmente o pêlo encravado também. As laminas de barbear são as principais vilãs em casos de pêlos encravados, há também quem tenha pêlos encravados depilando com a cera. O encravamento de pêlos é algo muito relativo e depende muito de cada pele.
 O ideal para acabar de vez com o problema, é fazer a depilação a laser, mas, apesar de ser bem conhecida, o preço ainda é muito alto.
Para evitar que os pêlos nasçam encravados não deve utilizar a máquina porque irrita a pele impedindo que o pêlo nasça normalmente.
Utilize esfoliante, dia sim, dia não. Se não tiver junte sal ou açúcar ao seu gel de banho diário, resulta perfeitamente.
Utilize luva de crina quando toma banho, faço movimentos circulares.
Não aplique creme logo a seguir à depilação. Espere pelo dia seguinte para fazê-lo. Passe a zona depilada por água fria para fechar os poros.
Utilizar a pinça para tirar pêlos está completamente proibido, o resultado tende a piorar.
Vestir calças muito apertadas aumenta os pêlos encravados!
A depilação a laser é uma das melhores soluções para evitar os pelos encravados. O calor do laser destrói a matriz do pelo (local onde ele nasce), e por isso ele não volta a crescer tão rapidamente. E quanto menos pelo menor a probabilidade de encravamento.
Se ainda não dá para investir nesse tratamento, a saída é usar um creme que ajude a desencravar os pelos e usá-lo com frequência.